MARIO DE ANDRADE 1893 - 1945
Mário Raul Moraes de Andrade Lasceu em 9 de outubro de 1893, em São Paulo, filho de Carlos Augusto de And,ade e Maria Luisa Leite de Moraes. De familia abastada, era afro-descendente por parte de pai e mãe. Mário de Andrade foi poeta, romancista, folclorista, crítico de várias artes, músico e pesquisador musical. Durante três décadas, foi o maior símbolo da vanguarda brasileira e um dos maiores renovadores da vida cultural e intelectual de nosso país.
Formado em música no conservatório de São Paulo, tornou-se professor catedrático da mesma. N.os anos 30, criou o Departamento Municipal de Cultura, onde sua atuação política estava voltada para a disseminação de bibliotecas públicas. Em 1920, já era íntegrante do grupo modernista de São Paulo. Nessa época, Oswald de Andrade publicou um artigo no qual se referia a Márío como meu poeta futurista, após ler os originais de Paulicéia Desvairada. Publicado no ano seguínte, este foi o primeíro livro de poemas modernistas brasileiro.
Mário de Andrade foi o teórico do Modernísmo e um dos organízadores da Semana de Arte Moderna, em 1922 - o maior evento da história artistica brasíleira até então. É autor de Macunaíma, um dos romances mais comentados da literatura brasileira no século XX.

VOLTAR